quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Dias Melhores virão.

Humor do Dia: Que a tempestade acabe de uma vez.

E foi colocada a última pedra no governo do PT. Aparentemente se entende que o PT é o único partido de esquerda desse país. Que os demais são tidos como "nanicos". Nem por isso, eu deixo de me associar a esses nanicos. Eles pensam como eu que dentro de uma escala de distribuição de renda, tendo no topo os mais ricos e na sua base os mais pobres, que o fluxo de capital deve ser investido de baixo para cima buscando diminuir as camadas mais pobres distribuídas pelo país.

Eu concordo plenamente que o governo Dilma fracassou em economia (em política ela teve ajuda da mídia e de partidos de direita que não permitiam que nada fosse feito, gerando uma estagnação total desse governo e assim colocando a população em guerra) e que esse seria motivo suficiente para que ela fosse tirada do seu cargo e da saída do PT do governo pelos inúmeros casos de abuso de poder e usurpação de dinheiro público. ENTRETANTO, a sua saída tem significados mais profundos do que isso. 

A perda dessa mudança de políticas sociais e econômicas (lembrando sempre que a atual crise foi causada TAMBÉM pelos partidos de Direita) pode colocar em risco essa distribuição de renda "capenga", mas que beneficiou milhares de brasileiros que tiveram acesso a melhores condições de vida. Verdade que a inércia do governo Dilma nesse seu segundo mandato fez com que muitos desses beneficiados voltassem a seu estado anterior (uma verdadeira lástima) o que fez novamente que distância entre os mais ricos e mais pobres aumentassem cada vez mais. As medidas duras que o novo governo promete parecem também beneficiar o país somente para aqueles que detém seu poder e colocando os mais necessitados novamente em segundo plano. 

Talvez os defensores do movimento "coxinha", depois de festejarem a vitória de seu candidato ao governo, venham a compreender que não se faz política para definir o que você vai tirar de vantagem com isso (e tivemos exemplos péssimos de manobras políticas desse perfil, como venda de votos e coisas do gênero) e sim pelo benefício comum. Talvez esse insight venha pela dor na pele com maiores tarifas, contas, perda de direitos trabalhistas. Quem sabe pelo aumento no número de empregos e ao mesmo tempo pela falta de mão de obra qualificada. Ou também pelo aumento da violência em grandes cidades. 

O que se sabe é que eles vão colocar a culpa em alguém. Por muitos anos será a Dilma, PT, Secretaria de Segurança Pública, Prefeitos, Governadores e quiçá o Presidente. Assumir a sua parcela de culpa é  dentro de um Estado Democrático de Direito é um dever cidadão. O que aparentemente ainda não se conseguiu assimilar foi que uma decisão pode gerar consequências futuras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por enviar o seu comentário. Reserva-se o direito de excluir comentários preconceituosos, caluniosos ou publicitários.